Cinco tipos de lojas que o seu shopping precisa considerar

Artigo
por ShopperTrak on 26-10-16

Em cada empresa de administração de propriedades de varejo, o sucesso tem origem na combinação correta de locatários. Encontrar a melhor combinação atrai mais tráfego, além de incentivar os compradores a visitarem mais lojas – aumentando a duração da permanência e o potencial de dinheiro a ser gasto.

 

Ao tentar melhorar uma combinação de locatários perfeita no shopping mall, o desafio é a diferença entre os shoppings. Vários fatores diferentes determinarão a popularidade de determinadas lojas – desde a localização global e regional até a demografia local, e se o shopping está dentro ou fora do centro da cidade.

O comportamento do consumidor também influencia bastante o aprimoramento da lista de locatários. No começo deste ano, identificamos 6 tipos de compradores que devem merecer a atenção dos varejistas quando analisamos várias características apresentadas por grupos de consumidores diferentes. O tipo de comprador que visita as suas instalações moldará desde o local da loja até a estratégia de marketing.

Portanto, a experiência da ShopperTrak no setor de shopping mall nos ensinou que há determinados tipos de loja que devem ser consideradas por toda a administração de propriedade de varejo ao criar a combinação ideal de locatários. Há cinco exemplos a serem considerados:

 

  1. Lojas âncoras

A loja âncora é a base do shopping norte-americano. As grandes marcas nacionalmente – e até mesmo internacionalmente – reconhecidas têm o poder de atrair os visitantes das áreas adjacentes.

As empresas de administração de propriedade de varejo precisam incluir várias lojas âncoras na combinação de locatários, para promover o tráfego do consumidor, por meio da popularidade das marcas escolhidas. Para saber quem selecionar, você precisa saber quais consumidores visitam seu shopping, a fim de mapear marcas de varejo adequadas com base na demografia principal. Após a identificação, poderá procurar os varejistas que não têm uma presença tradicional dimensionável/comparável na sua área local, para evitar a concorrência.

 

  1. Lojas de conveniência

Embora haja consumidores que visitarão um shopping center apenas para passear, outros irão para comprar itens essenciais ao ir ou vir de outro local. Com isso em mente, as empresas de propriedade de varejo precisam saber se as necessidades dos compradores apressados – talvez estejam no horário de almoço, ou a caminho para pegar os filhos na escola – estão sendo corretamente atendidas.

Os setores típicos que atraem compradores de conveniência são saúde, cosméticos, mercado e até mesmo moda. Embora seja dever do varejista garantir que o serviço oferecido seja o mais ágil possível, você pode lucrar ao proporcionar a combinação correta de lojas acessíveis para que os clientes comprem um item esquecido ou um essencial.

 

  1. Lojas conceito (Flagship stores)

Em algumas lojas, as lojas âncora e conceito podem ser uma só, no entanto há uma diferença entre as duas. As lojas conceito tendem a ultrapassar os limites da experiência do cliente, sem focar somente no tamanho amplo da loja. Seja alterando o layout, oferecendo novos produtos, experimentando a tecnologia na loja ou diversificando a marca, há uma sensação de inovação que as envolve, inspirando e entusiasmando os clientes.

Incentivar os varejistas a investirem em lojas conceito no seu shopping center vai além da noção de prestígio; pode gerar notícias na mídia, alterar o fluxo de tráfego no shopping quando os compradores de reúnem para saber das novidades e estabelecer a criação de uma plataforma inovadora criada com o planejamento das suas próprias campanhas empíricas de motivação do comprador.

 

 

  1. Lojas de omnicanal

Embora a grande maioria dos varejistas com uma presença real também venda on-line, o modo pelo qual se conecta on-line e off-line pode ter um grande impacto no tráfego. Um exemplo evidente disso é o “clicar e pegar”.

Um especialista europeu em propriedade de varejo, Hammerson, descobriu que até 80% dos visitantes de “clicar e pegar” passam mais tempo durante a visita no shopping mall – seja em outras lojas ou ao comprar alimentos ou bebidas.

Isso é um caso de negócios claro para atrair varejistas que oferecem serviços de canais cruzados (cross-channel), além de estabelecer pontos centrais de “clicar e pegar” para que os clientes comprem de vários varejistas ao mesmo tempo.

 

  1. Instalações de lazer e entretenimento

Não é um tipo de loja propriamente dito, mas a combinação de instalações de lazer e entretenimento em um shopping center é tão importante quanto a combinação de locatários varejistas.

Conforme discutimos no nosso recente relatório Redesigning Retail (Reprojetando o varejo), o shopping mall se tornou o centro de uma tendência crescente, o “shoppertainment”, na qual os compradores combinam atividades de varejo com atividades rotineiras, como comer e beber fora, jogar boliche ou ir ao cinema.

Nesse caso, compreender o perfil dos seus visitantes é bastante importante, pois permite que você encontre a combinação correta de restaurantes, cafés, bares e instalações de lazer para incentivar os compradores a permanecerem por mais tempo e gastarem mais.

 

Conheça melhor o seu negócio com o ShopperTrak Analytics Suite

Reunir a combinação correta de locatários no mesmo local é apenas o começo para as empresas de administração de propriedade. Sua próxima tarefa é compreender detalhadamente como os consumidores se comportam durante a visita aos shopping centers e onde o tráfego está mais ativo, garantindo assim que cada loja ou instalação esteja na localização correta para agregar valor e que a sua renda de aluguel seja otimizada, com base no conhecimento das áreas premium.

O ShopperTrak’s Analytics suite também pode ajudar os proprietários e operadores de shopping mall a analisarem os dados e o comportamento do comprador, para transformá-los em informações úteis com impacto significativo nos resultados.

Quer melhorar o desempenho da sua empresa?

Clique abaixo e descubra como.

Comece hoje
Leia mais publicações de ShopperTrak