A MAPIC 2018 vai explorar ‘o físico na era digital’

Artigo
por ShopperTrak on 31-10-18

Todos os anos, em Novembro, os líderes da indústria do retalho reúnem-se em Cannes, na MAPIC, a maior exposição e conferência internacional no setor do imobiliário ligado ao retalho. Este ano, a MAPIC vai decorrer de 14 a 16 de Novembro, com uma agenda de conferências concebida para debater o maior desafio do retalho atual: O físico na era digital.

Nathalie Depetro, Diretora da MAPIC, salienta que os comerciantes e os retalhistas enfrentam a necessidade de inovar para sobreviver aos obstáculos impostos pelos desenvolvimentos industriais, sociais e tecnológicos. “Devemos usar esse facto como uma força motriz para criar o mix do futuro”, refere Depreto. “A MAPIC é o ponto de encontro onde se reúne a informação e a consultoria especializada e onde também se podem encontrar novas parcerias que aceleram a inovação para retalhistas, proprietários e investidores”.

Os padrões de consumo na ribalta

Os retalhistas compreendem que precisam de todas as ferramentas tecnológicas e inteligência de dados que possam ajudá-los a progredir de forma sustentada na sua evolução. Não é de espantar que este ano, a MAPIC tenha dedicado tanto espaço expositivo e destaque às inovações e tecnologias que suportam o desenvolvimento sustentável dos destinos de compras.

A ShopperTrak está muito animada por participar neste evento, pois tem muito valor para acrescentar a esta área. A nossa equipa estará disponível e bem preparada para demonstrar as mais recentes soluções de analítica e tráfego, as quais se enquadram na perfeição no tema e sentimento da MAPIC 2018. Com os novos padrões de consumo e a rápida mudança de interesses a agitar a indústria do retalho, o grande propósito dos espaços comerciais é evoluir, o que significa que nunca os dados de tráfego do retalho foram tão importantes para gerar um crescimento real, tanto para os proprietários como para os operadores. Sem estes dados, existem muito menos probabilidades de compreender e agir face ao comportamento dos consumidores nos espaços comerciais.

O poder de medir o progresso

Na era digital, o consumidor está constantemente à procura de um envolvimento emocional através de novas experiências físicas e sociais. Os centros comerciais estão a reavaliar os seus espaços para se focarem mais numa utilização social e cultural, como o golfe de interior, espetáculos de bailado ao vivo e refeições gourmet.

Os centros comerciais compreendem o potencial do lazer, mas precisam de saber em que tipo de lazer se devem focar e, para isso, precisam de registar as evoluções de tráfego ao longo do tempo, após terem implementado as novas ideias.

Lazer, educação, cultura e bem-estar

Acreditamos que o MAPIC Leisure Summit, que terá lugar no dia 13 de Novembro, vai destacar a essência do evento deste ano. Serão abordados temas como a nova oferta de atividades de lazer nas superfícies comerciais, tendo em conta diferentes modelos, especificidades regionais e tendências internacionais. Esta cimeira também irá abordar a explosão dos elementos culturais e educacionais nos centros comerciais. Tratando-se de destinos vibrantes e autênticos, os centros comerciais estão a diversificar as suas ofertas com vista a criarem novas experiências e atrair novos clientes. Exposições, concertos, cinemas e museus, todos estes atrativos representam fortes motivações para os consumidores. Com a tecnologia de contagem de tráfego é possível medir e analisar o impacto que estes elementos têm num centro comercial e como é que o espaço comum é utilizado ao longo da semana, comparativamente ao espaço de retalho.

Os espaços de bem-estar nos centros comerciais também vão fazer parte da agenda. Pela primeira vez na MAPIC, irá decorrer uma conferência para explorar serviços de beleza e bem-estar, especialmente concebidos para criar valor acrescentado e gerar tráfego.

Visite-nos na MAPIC, stand R7.C24 e descubra como a Suite Analítica da ShopperTrak o pode ajudar:

  • Maximizar as oportunidades de conversão preparando-se para os picos de visitantes
  • Medir o sucesso das inovações introduzidas em lojas e centros comerciais
  • Otimizar a oferta de lojas por zona, com base nos fluxos de consumidores e áreas de maior afluência
  • Criar experiências memoráveis e interativas analisando a fidelização dos consumidores e os seus comportamentos dentro do espaço comercial
  • Construir modelos de arrendamento justos e sustentáveis recorrendo às projeções de tráfego
  • Aperfeiçoar a estratégia de arrendamento oferecendo um serviço de analítica de retalho aos seus operadores

Sentir o pulso ao mercado

Esperam-se mais de 8.600 participantes na exposição e conferências da MAPIC 2018, incluindo 2.100 retalhistas e 2.500 investidores e proprietários de centros comerciais. Acreditamos que este evento é uma excelente oportunidade para sentir o pulso do mercado retalhista e partilhar boas práticas. Tem excelentes razões para nos visitar no stand da ShopperTrak e comprovar ao vivo o nosso conhecimento sobre as tendências comportamentais dos consumidores. Podemos ajudá-lo a construir uma estratégia para o futuro baseada nestes poderosos conjuntos de dados.

Com organização da Reed MIDEM, o Mercado Internacional do Imobiliário de Retalho decorrerá em Cannes, de 14 a 16 de Novembro de 2018. A ShopperTrak estará presente no stand R7.C24.

Agende uma demonstração com a ShopperTrak durante a MAPIC.

Quer melhorar o desempenho da sua empresa?

Clique abaixo e descubra como.

Comece hoje
Leia mais publicações de ShopperTrak