A evolução da contagem de tráfego no varejo

Artigo
por ShopperTrak Editors on 06-10-15

Merchandising visual. Merchandising virtual. Corredores infinitos. Desfiles de moda digitais. Espelhos inteligentes.

Os varejistas estão investindo milhões em novas tecnologias para melhorar a experiência de compra dos clientes e aumentar as vendas, dando um charme digital às compras em loja. No entanto, a velha pergunta ainda precisa de resposta: funciona? Ou, mais especificamente, os investimentos que você vem fazendo para melhorar a experiência em loja são realmente eficazes?

A resposta está no tráfego. Agora você já sabe que, para entender melhor a sua base de clientes, é preciso descobrir quantas pessoas entram em seu espaço, e quando. O tráfego é contabilizado na entrada do consumidor e é usado como base para obter informações úteis sobre o seu negócio. Tecnologias de dispositivos móveis, como bluetooth e wi-fi, são usadas para capturar sinais e produzir uma amostra do seu tráfego, gerando informações relevantes, tais como quantas pessoas visitaram determinada área ou o padrão de movimentação dos consumidores dentro da loja.

Digamos, porém, que você não precise de uma amostra, mas sim da contagem total dos visitantes que passaram por algum departamento. Digamos também que você queira saber o poder que o seu display de alta tecnologia tem para capturar a atenção das pessoas e fazê-las parar diante dele, e que para isso precise da contagem total de tráfego a pé em um ponto específico naquela área. Como fazer isso?

Os displays de produto estão em constante desenvolvimento para aumentar as vendas e o engajamento dos consumidores, e o mesmo deve acontecer com a forma de contar o tráfego.

E tem sido assim.

Graças aos mais recentes avanços na contagem de tráfego no varejo, hoje as lojas conseguem medir o tráfego em qualquer lugar por meio de sensores inteligentes no piso, recebendo informações granulares sobre o comportamento dos consumidores em espaços físicos. Placas sensíveis a pressão traduzem o tráfego a pé em dados em tempo real, ajudando os varejistas a analisar a ocupação, os padrões de tráfego e o tempo de engajamento para aumentar a conversão e melhorar o ROI.

Existem inúmeros casos que demonstram o uso da tecnologia das placas inteligentes. Abaixo, listamos os que, segundo nosso ponto de vista, podem gerar o maior impacto:

  • Contar a entrada total de consumidores em modelos menos tradicionais de lojas físicas, tais como lojas dentro de lojas, quiosques ou estruturas temporárias.
  • Pela primeira vez, é possível contar o tráfego, o engajamento e o tempo de permanência em displays que geram grande envolvimento, tais como desfiles virtuais ou corredores infinitos.
  • Comparar quantos consumidores interagem com os displays e quantos não interagem.
  • Obter informações sobre padrões de tráfego a pé que podem ajudar a reavaliar o melhor layout para a sua loja.

Testar e mensurar displays de produto em várias área da loja para descobrir quais são os posicionamentos de produto mais eficazes por segmento de público.

Quer melhorar o desempenho da sua empresa?

Clique abaixo e descubra como.

Comece hoje
Leia mais publicações de ShopperTrak Editors